SEO Marketing

Marketing para Google...
Aumentar a sua base de clientes não precisa ser um quebra-cabeças. Os sites de busca são o meio usado hoje por empresas e consumidores para buscar informações de produtos, pesquisar preços, contratar serviços. Descubra essa oportunidade

Pedro Dias, Google - entrevista (ou quase)

7 de outubro de 2008

Durante o Google Search Masters 08 tive o prazer de conhecer Pedro Dias, o principal porta voz do Google para a comunidade de webmasters de língua portuguesa. Pedro é português (como eu) e faz parte do time de qualidade do Google, cujo representante e megastar mor é Matt Cutts. Como o nome já indica, esse time trabalha para que os resultados exibidos aos usuários do Google sejam os mais relevantes possíveis e livres de spam. Pedro é ainda o moderador do grupo de ajuda a webmasters de língua portuguesa do Google Groups.

Dito isso, minha primeira experiência como repórter deixou a desejar. Por mais que tivesse algumas perguntas prontas, só consegui falar com ele ao final do evento, quando já estávamos cansados de um dia inteiro de palestras. Não gravei nem tomei nota das respostas, até porque não ia conseguir escrever rápido o suficiente, nem queria tornar a "entrevista" formal demais. Para piorar, a SEO Marketing estava de mudança de endereço naquela semana (venham nos visitar na nova casa!!!) e só agora consegui parar para escrever. Com isso, vão os resumos das respostas, ao menos do que me lembro...

Pergunta: Você é o Matt Cutts da língua portuguesa?

Pedro Dias riu e não disse nada, o que deu a entender que sim, era :-)

Pergunta: Várias perguntas da platéia referiam-se ao Google não tomar conhecimento de denúncias de sites Black Hat. Como você vê isso? Existe alguém que leia as denúncias em português?

Pedro Dias respondeu que o Google olha sim as denúncias, inclusive em português, mas que simplesmente não pode desindexar todo e qualquer site só porque um concorrente assim o quer. Muitos desses sites já tiveram o seu posicionamento reavaliado pelo algoritmo do Google, que não necessariamente significa ter o site removido do índice.

Pergunta: Ok, mas e quando o resultado afeta a experiência do usuário? Exemplo: o spam ou texto repetido / escondido, aparecem no snippet da tela de resultados (dei um exemplo).

Pedro mostrou-se preocupado, e tomou nota da busca que exibiu o snippet com diversas repetições seguidas da mesma palavra-chave, demonstrando uma clara preocupação do Google com a qualidade dos resultados que são exibidos na SERP (Search Engine Results Page).

Pergunta: Sites como o Delicious são um excelente termômetro da popularidade de sites mas possuem os links como nofollow, impedindo que sejam contados para aumentar o PageRank de sites. Não é uma contradição?

Pedro respondeu que esse tipo de site acabava sendo abusado demais por pessoas interessadas somente em aumentar o posicionamento de seu site, e com isso é melhor de fato não contar esses links, mesmo que na sua maioria eles sejam "espontâneos".
(nota: esperava algum indício de que mesmo com nofollow o Google considerasse de alguma forma esses links, mas nada...:-) )

Pergunta: E advogados, interferem com o trabalho de vocês? Até que ponto alguém pode exigir que vocês removam determinada página de resultados por considerá-la ofensiva ou enganosa à sua empresa?

Para meu alívio, a resposta foi de que praticamente não existe este tipo de interferência, o que fortalece o trabalho de SEO puro e tira a importância dos advogados ao menos da parte diretamente relacionada ao Google, independente de processos feitos diretamente contra os proprietários dos referidos sites.

Pergunta: Como o Google escolhe sinônimos, abreviações? Buscas por POA trazem resultados para Porto Alegre, uma vez que POA é a abreviação para essa cidade. Mas existe uma cidade chamada Poá - isso não causa um problema?

Pedro respondeu que o algoritmo resolve isso com o tempo. Se a maior parte dos resultados de busca para POA for clicada somente para os resultados que falem da cidade de Poá, provavelmente o Google diminuirá gradativamente a exibição de resultados para a cidade de Porto Alegre, e vice-versa.
(nota: busca por boates POA no Google praticamente só mostram resultados para Porto Alegre -será que não há boates em Poá? :-D )

Pergunta: Algumas buscas exibem sugestões de buscas similares no rodapé ou mais raramente no meio da página, dividindo a tela de resultados. Isso também é avaliado algoritmicamente?
Pedro confirmou, afirmando que se o Google perceber que essas sugestões não são clicadas ou oferecem uma experiência ruim ao usuário, tendem a desaparecer "naturalmente", ou mais precisamente, "algoritmicamente".

É isso (que eu lembre, pelo menos). Evitei fazer perguntas já feitas durante o seminário (como indexo sites em flash? - vencedora absoluta). Perguntei ainda quando teríamos alguem no Brasil para fazer o seu papel, mas não me lembro da resposta, provavelmente porque não havia uma. Pedro foi extremamente solícito tanto em iniciar minha carreira de repórter quanto a responder longamente às perguntas da platéia em sua palestra. Notei a ênfase no "o algoritmo resove tudo", e uma preocupação em tornar o Google cada vez melhor. Os webmasters brasileiros estão em boas mãos, ora pois pois...

2 comments:

Marcos B. Costa disse...

Legal a entrevista, que bom que esse Pedro pelo menos fala com o povo de SEO.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.